Veja quem pode zerar o sistema imunológico e curar diabetes

O diabetes envolve vários aspectos da vida do paciente, que precisa tomar cuidados com o corpo através de tratamentos especializados, alimentação saudável e prática regular de atividades físicas. São cuidados fundamentais para controlar a doença e garantir o mínimo de qualidade de vida.

Pesquisadores no mundo inteiro investigam formas de tratamento que ajudem o diabético a conviver bem com a doença e até mesmo que possam livrá-lo dela. É o caso, por exemplo, de um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP), que está desenvolvendo um tratamento através do transplante de células-tronco e que caminha para a cura do diabetes tipo 1. Veja quem pode zerar o sistema imunológico e curar diabetes.

 

USP estuda tratamento (Foto: Divulgação)
USP estuda tratamento (Foto: Divulgação)

Veja quem pode zerar o sistema imunológico e curar diabetes

Um estudo realizado pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto está desenvolvendo um tratamento que vai em direção à cura do diabetes tipo 1.

Este tipo da doença, geralmente, se manifesta da infância e até o início da vida adulta (entre os 7 e 20 anos) e se caracteriza quando o pâncreas não produz insulina suficiente para retirar a glicose do sangue e transportá-la para dentro das células a fim de transformá-la em energia para o organismo funcionar.

O diabetes tipo 1 ocorre justamente porque o próprio sistema imunológico do paciente afeta as células produtoras de insulina, ou seja, é uma doença autoimune.

Confira também: Como controlar a diabetes

Zere o seu sistema imunológico (Foto: Divulgação)
Zere o seu sistema imunológico (Foto: Divulgação)

Transplante de medula óssea pode ser motivação da cura

O tratamento estudado pela USP funciona à base de quimioterapia e autotransplante de medula óssea. Funciona assim: é retirada células-tronco do paciente e depois ele se submete à sessões de quimioterapia, que “zera” o sistema imunológico.

Depois, as células tronco são reinjetadas, no processo chamado de autotransplante, renovando o sistema imunológico do paciente e livrando-os dos antigos problemas – no caso, a agressão ao pâncreas.

Insula ajuda no controle do diabetes (Foto: Divulgação)
Insula ajuda no controle do diabetes (Foto: Divulgação)

Reconstrução do sistema imunológico

O processo de desconstrução e reconstrução do sistema imunológico exige que o paciente tome novamente todas as vacinas que havia tomado até então, como a de sarampo, pois o tratamento faz surgir um sistema totalmente novo.

Veja quem pode zerar o sistema imunológico e curar diabetes (Foto: Divulgação)
Veja quem pode zerar o sistema imunológico e curar diabetes (Foto: Divulgação)

Controle do diabetes

Os pesquisadores alertam que os pacientes participantes do estudo estão em um estado controlado da doença, ou seja, há o risco de reversão. A maioria dos pacientes se livrou da aplicação diária de insulina ou do uso de outros medicamentos – sendo que alguns precisaram, depois de um tempo, retomar o tratamento convencional. Mesmo assim o avanço é animador, pois é um resultado inédito no mundo inteiro no que se refere às pesquisas sobre a cura do diabetes tipo 1.

 

/* */