Porque o Diabético não deve beber?

Uma pergunta bastante comum entre os adultos portadores de diabetes é: “Porque o diabético não deve beber?”. Antes de responder a esse questionamento, é preciso conhecer melhor essa relação entre as bebidas alcoólicas e a diabetes.

Porque o Diabético não deve beber
Porque o Diabético não deve beber? (Foto: Pixabay)

Doença que afeta mais de 13 milhões de brasileiros, conforme os dados mais recentes, a Diabetes Mellitus (ou simplesmente diabetes) caracteriza-se pela elevação do nível de glicose no sangue, devido à falta do hormônio insulina ou pela sua incapacidade de agir normalmente.

Se essa condição não for tratada adequadamente e se mantiver por longos períodos, pode acabar levando a sérios danos em vários órgãos, vasos sanguíneos e nervos, debilitando bastante a saúde do paciente.

A relação entre Diabetes e álcool

Uma das formas de controlar a diabetes é investir em uma alimentação saudável, na qual deve se evitar os alimentos que contribuem para o acúmulo de açúcar. Nesse contexto, a cerveja, uma das maiores paixões nacionais, também deve ser evitada.

É que como se trata de uma bebida alcoólica fermentada e feita à base de glicose, ela traz grandes quantidades de açúcar em sua composição, além de apresentar um índice calórico bem elevado, características nada boas para quem tem diabetes.

Porque o Diabético não deve beber
O álcool deve ser evitado por diabéticos, principalmente se a doença não estiver controlada (Foto: Pixabay)

Se consumido em excesso, o álcool pode afetar o funcionamento da insulina, contribuindo para desregular o nível de glicose no sangue. Como consequência, isso pode resultar em hiperglicemia (níveis elevados de açúcar na corrente sanguínea) ou hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue), essa última se beber de estômago vazio.

Respondendo à pergunta inicial, o diabético não deve beber álcool porque esse tipo de bebida pode contribuir para piorar ainda mais o seu quadro, principalmente se houver excessos no consumo.

Consumo moderado está liberado?

Por outro lado, já há estudos científicos que afirmam existir alguns benefícios da cerveja para diabéticos, mostrando que ela contribui no controle da glicemia e no combate às inflamações, problemas comuns a quem tem a doença, além de combater a hipertensão e o ganho de peso.

Isso tudo se houver um consumo moderado, é claro, e se a bebida não vier acompanhada dos tradicionais aperitivos gordurosos, frituras e petiscos ricos em calorias.

Dessa forma, caso a doença esteja controlada e o paciente já tenha adotado um cardápio saudável, o diabético pode beber com moderação. Mas antes, é essencial conversar com o seu médico, e a bebida só deve ser consumida se ele liberar.

Porque o Diabético não deve beber
Bebidas destiladas, como o vinho, podem ser menos prejudiciais a quem tem diabetes (Foto: Pixabay)

Bebidas alcoólicas para quem é diabético

Com a liberação do médico, o diabético pode consumir bebidas alcóolicas moderadamente (um drinque por dia para mulheres e dois por dia para homens) e desde que esteja com o estômago cheio.

Além da cerveja, as bebidas destiladas podem ser uma boa alternativa para os diabéticos, pois não são feitas à base de carboidratos e têm índices glicêmicos mais baixos. Mas nem por isso você deve exagerar no consumo delas.

Algumas boas opções de bebidas para diabéticos são:

  • Cervejas light
  • Cervejas “low carb”
  • Vinho tinto
  • Vinho branco
  • Champanhe
  • Uísque
  • Rum
  • Vodka

Mais uma vez lembre-se de consumir bebida com muita moderação e de conversar com o seu médico, além de fazer um lanche antes de beber. Manter os níveis glicêmicos controlados também é importante.

/* */