Perigos da fome exagerada em diabéticos

Passar muitas horas sem fazer uma refeição ou mesmo um lanche faz com que a pessoa possa desenvolver um quadro de hipoglicemia, que é um distúrbio, muito comum entre diabéticos, provocado pela baixa concentração de glicose no sangue (quando está abaixo de 45mg/dL). A hipoglicemia, se não for combatida adequadamente, pode ocasionar consequências perigosas para o paciente. Portanto, o ideal é evitá-la. Entenda os Perigos da fome exagerada em diabéticos.

Controle a fome exagerada sempre (Foto: Divulgação)
Controle a fome exagerada sempre (Foto: Divulgação)

Perigos da fome exagerada em diabéticos  

Quando uma pessoa fica muitas horas sem se alimentar, o seu organismo se vê com baixos níveis de glicose, caracterizando a hipoglicemia, que pode se traduzir em mal-estar, fraqueza, desmaio, etc. Dessa forma, o corpo exige uma fonte rápida de glicose para regular os níveis.

No caso, a fonte são alimentos doces. Além disso, a fome exagerada costuma levar a pessoa a comer sem controle e sem filtros, ou seja, comer o que não deve, refletindo negativamente nas taxas de glicose, colesterol, etc. Em pacientes diabéticos, se isso ocorre com frequência, pode levar a consequências graves, como problemas cardiovasculares.

Não deixe a fome chegar (Foto: Divulgação)
Não deixe a fome chegar (Foto: Divulgação)

 

Insulina de forma exagerada

A fome excessiva ainda faz com que as taxas de glicose sofram picos quando a pessoa se alimenta e o organismo libera insulina de forma exagerada, promovendo um acúmulo de gordura na região abdominal – justamente o tipo de gordura mais perigosa para o diabético.

Por tudo isso, é de fundamental importância que pacientes diabéticos não sintam fome exagerada e, caso isso ocorra, conheça os sintomas da hipoglicemia: tontura, visão embaçada, suor frio e enjoo, por exemplo. Se o quadro não for rapidamente revertido, a falta de energia no cérebro decorrente da hipoglicemia, pode gerar lentidão dos movimentos, perda do reflexo, dificuldade de pensar e agir, desmaio, perda de consciência e até mesmo, em casos mais graves, lesão cerebral. Se esses problemas vierem à tona, por exemplo, no momento em que o paciente está dirigindo, podem causar acidentes fatais.

Coma tudo o que gostar e quiser, mas com responsabilidade, para evitar diabetes (Foto: Divulgação)
Coma tudo o que gostar e quiser, mas com responsabilidade, para evitar diabetes (Foto: Divulgação)

Veja mais informações sobre: 4 agravantes da diabetes: informações, dicas

Crise de Hipoglicemia

Como já foi dito, quando instalada a crise de hipoglicemia, a pessoa deve procurar fontes de açúcar para repor os níveis de glicose no organismo, como suco de laranja, refrigerante (não diet), água com açúcar, balas e bombons. Uma dica importante é que o efeito é mais rápido quando esses alimentos são ingeridos junto com carboidratos de longa duração, como pipocas, biscoitos e pães.

Cuidado com a fome exagerada sempre (Foto: Divulgação)
Cuidado com a fome exagerada sempre (Foto: Divulgação)

Veja como evitar a hipoglicemia

Abaixo, separamos algumas recomendações para evitar crises de hipoglicemia. Veja:

  • realizar refeições menores e mais próximas umas das outras, evitando passar mais de três horas sem comer. Isso evita a queda da glicose no sangue;
  • antes de dormir, fazer refeições leves, à base de proteínas e carboidratos, pois ajuda a prevenir crises noturnas de hipoglicemia;
  • ter o acompanhamento de uma nutricionista para garantir uma dieta equilibrada e que evite picos ou baixas na glicemia.

 

/* */