Diabetes na Infância: 10 coisas que você precisa ficar atento

O diabetes é uma doença que acomete muitas pessoas, dentre elas também crianças e adolescentes. O nosso assunto deste post é informar a respeito de 10 coisas que você precisa ficar atento sobre o Diabetes na Infância. Muitas vezes os pais não sabem como identificar o diabetes e por isso e preciso atentar-se aos sintomas que podem parecer inofensivos, mas que muitas vezes levam a uma descoberta de um diabetes infantil. Saiba mais sobre o assunto.

Diabetes Infância

Diabetes Infantil

É um pouco dificil para a criança aceitar que está com diabetes, pois ela não sabe como lidar com toda essa situação, principalmente com a questão dos alimentos que terá que reduzir, inclusive a ingestão de doces que é algo que toda criança adora comer. Por isso quando os pais descobrem que a criança está com diabetes, o mais indicado é conversar com ela e explicar toda a situação. É altamente indicado o acompanhamento de um psicólogo para auxiliá-lo a enfrentar o diabetes na infância.

É preciso ficar atento aos sinais que a doença apresenta e é justamente sobre eles que vamos falar. O diabetes infantil pode ser de dois tipos, diabetes do tipo 1 e tipo 2 e os sintomas de cada uma são:

Diabetes Infância 3

Diabetes tipo 1

1. Aumento rápido dos níveis de açúcar no sangue.

2. Muita sede e Aumento de fome.

3. Emagrecimento ou perda de peso.

4. Aumento da frequência em urinar.

5. Fraqueza, cansaço e tonturas.

6. Cãimbras e formigamentos.

Diabetes tipo 2

Normalmente não apresenta sintomas, mas se a pessoa apresenta sintomas, estes podem incluir:

7. Sede.

8. Necessidade de urinar com frequência.

9. Perda de peso.

10. Visão nublada.

Diabetes Infância 2

Tratamento diabetes infantil

O diabetes é diagnostica geralmente através de uma análise que mede os níveis de glicose no sangue. Essa análise deve ser feita com a pessoa em jejum desde a noite anterior ao exame. Após o diagnóstico, dá-se inicio ao tratamento que para cada um dos tipos de diabetes, o processo é diferente.

Para o diabetes do tipo 1, o tratamento geralmente é com base de aplicações de injeções de insulinas que devem ser diárias. O conteúdo dessas aplicações vai depender de cada paciente e quem faz essas dosagens é um médico especialista.

Já para o tratamento do diabetes do tipo 2 é mais simples, ou seja, não é necessário nenhum medicamento para controlar a doença, porém é preciso fazer uma dieta rigorosa sem a introdução de doces ou massas e outros alimentos que aumentam o nível de glicose no sangue.

Para que um tratamento seja efetivo, é necessário um trabalho educativo realizado entre pais, familiares, médicos, professores, e todos que tenham um contato mais direto com as crianças. Por isso é importante cuidar da saúde do seu filho antes que ele desenvolva o diabetes. Atente-se aos sintomas e procure um médico especialista no assunto.

/* */