Diabetes em bebês: causas, como lidar

desenvolver logo nos primeiros meses de vida. Quando recebem o diagnóstico, muitos pais ficam perdidos sem saber como lidar com o problema. A melhor forma de encarar a doença é conhecendo suas causas, sintomas e tratamentos. Estando seguros sobre o que fazer, os pais poderão ajudar melhor os filhos e prepará-los para conviver com a doença ao longo da vida. Entenda diabetes em bebês: causas, como lidar.

Diabetes em bebês: causas, como lidar (Foto: Divulgação)
Diabetes em bebês: causas, como lidar (Foto: Divulgação)

Diabetes em bebês: causas, como lidar

A diabetes é uma doença crônica autoimune e o seu tipo 1 é muito comum entre crianças, podendo surgir desde as primeiras semanas de nascimento. Ela se caracteriza quando o pâncreas não produz ou não produz em quantidade suficiente a insulina – hormônio responsável por ajudar as células a usar a glicose presente no sangue como fonte de energia para o organismo. Como os açúcares não são processados, ocorre o acúmulo de glicose no sangue e, para corrigir esse problema, é preciso injeções diárias de insulina.

Diabetes com bebês podem parecer complicado, mas o pais precisam saber como lidar (Foto: Divulgação)
Diabetes com bebês podem parecer complicado, mas o pais precisam saber como lidar (Foto: Divulgação)

Causas para o diabetes tipo 1

As causas externas da diabetes tipo 1 ainda não são completamente conhecidas, mas estudos apontam que há uma relação entre o seu desenvolvimento com a exposição precoce às proteínas do leite de vaca. Por conta disso, para tentar prevenir a doença, reforça-se a recomendação do aleitamento materno exclusivo nos primeiros meses ou até mesmo anos de vida da criança, evitando ao máximo alimentação artificial. Além disso, vale a mesma recomendação de sempre para os anos posteriores: vida ativa e alimentação saudável.

Veja mais informações sobre: Bebidas que agravam a diabetes

Tenha cuidados com a sua diabetes (Foto: Divulgação)
Tenha cuidados com a sua diabetes (Foto: Divulgação)

Busque o diagnóstico precoce

Quanto mais cedo for feito o diagnóstico da doença, mais eficaz será o controle dela, evitando complicações futuras. Os sinais são sutis, por isso os pais devem ficar atentos a qualquer alteração no comportamento da criança e procurar o médico se for o caso. Entre os sintomas estão: sede excessiva, aumento inesperado do apetite, emagrecimento repentino, aumento da urina, cansaço, fraqueza e irritabilidade.

O monitoramento da glicemia e a insulinoterapia (aplicação de insulina) são a base do tratamento diário – tudo sob orientação médica especializada. Como ambos necessitam do uso de pequenas agulhas, muitas vezes, os pais enxergam os procedimentos como algo dolorido para o bebê. Mas o avanço da tecnologia tem ajudado nesse quesito, tornando o tratamento mais prático, indolor e muito menos “sofrido” do que se imagina.

O leite materno pode ser a solução para evitar a diabetes em seu bebê (Foto: Divulgação)
O leite materno pode ser a solução para evitar a diabetes em seu bebê (Foto: Divulgação)

Pai precisam ajudar no tratamento contra diabetes

Psicólogos ressaltam a importância dos pais encararem o tratamento da forma mais natural, equilibrada e segura possível para não condicionar o bebê a achar que é algo difícil de lidar. O nervosismo, a preocupação, a tensão e toda a desorganização emocional dos pais podem ser transferidos para o filho e dificultar a convivência com a doença ao longo de toda a sua vida.

Mais informações sobre: 3 passos para evitar a diabetes gestacional

 

/* */