Criança com Diabetes: o que fazer?

A diabetes é uma doença que acontece comumente em adultos e um dos fatores de risco que levam a ela é a idade acima de 35 anos. Porém, infelizmente, não é tão difícil encontrar crianças que sofrem com o problema. Apesar de não ser algo tão comum assim, a diabetes na infância é um problema real e muitos pais, ao descobrirem que seu filho possui a doença, não sabem bem como lidar e quais precauções tomar quanto a isso. Outro grande problema é o fato de, muitas vezes, os sintomas da diabetes passarem despercebidos e a criança continuar por um tempo vivendo sem o tratamento adequado.

 

Criança com Diabetes o que fazer e como cuidar desa situação (Foto: Divulgação)
Criança com Diabetes o que fazer e como cuidar desa situação (Foto: Divulgação)

A quais sintomas devo ficar atento?

Os sintomas da diabetes em crianças não se diferenciam dos sintomas sentidos pelos adultos e os principais são a sede excessiva, a vontade constante de ir ao banheiro, o ressecamento intenso da pele, um cansaço fora do normal, entre outros.

Ao perceber que algum deles vem acontecendo frequentemente, agende uma visita ao pediatra da criança – ele analisará o caso e, com a hipótese da diabetes, encaminhará a criança a um endocrinologista.

Esqueça o excesso de doces na alimentação do diabético (Foto: Divulgação)
Esqueça o excesso de doces na alimentação do diabético (Foto: Divulgação)

Como funciona o tratamento?

O tratamento para a diabetes em crianças também não é diferente do tratamento feito em adultos. O primeiro passo para tratar a doença é, como você já deve imaginar, reformular todo o cardápio. O consumo de doces, refrigerantes e outras besteiras é bem comum na idade e precisa ser cortado.

Outra parte importante é atribuir mais exercícios físicos à rotina da criança. Felizmente, essa parte não é tão complicada: vale brincar, andar de bicicleta, correr ou qualquer outra atividade do gosto do jovem.

Coma muitos alimentos deliciosos, mas que não interfere na sua diabetes e a do seu filho (Foto: Divulgação)
Coma muitos alimentos deliciosos, mas que não interfere na sua diabetes e a do seu filho (Foto: Divulgação)

Se necessário, o médico receitará o uso de insulina. Por ser aplicada em forma de injeções, a criança pode se assustar um pouco, deixando para você a responsabilidade de acalmá-la e dizer o quanto aquilo é necessário para a sua saúde.

Ao descobrir que uma criança é portadora de diabetes, o importante é começar logo com o tratamento e, mais que isso, orientá-la sobre os cuidados e precauções que deverá tomar a partir daquele momento.

Alguns sacrifícios serão necessários para o controle da diabetes (Foto: Divulgação)
Alguns sacrifícios serão necessários para o controle da diabetes (Foto: Divulgação)

Criar uma rotina de exercícios físicos, manter uma dieta equilibrada e se acostumar com a medicação são hábitos que a criança terá que conviver para o resto da vida, então é de suma importância que ela acostume-se desde o primeiro momento.

Com os devidos cuidados, a criança diabética não terá muitas complicações com a doença e garantirá um futuro saudável, sem muitas dificuldades.


/* */