Como conseguir medicamentos gratuitos do Diabetes

Quem precisa fazer um tratamento médico sabe o quanto os remédios podem ser caros e que achar formas de consegui-los de forma mais em conta – e quem sabe, até de graça – pode ser uma mão na roda.

Como conseguir medicamentos gratuitos do Diabetes
Saiba a maneira correta de como conseguir medicamentos gratuitos do Diabetes

 

Para quem precisa de cuidados extras por conta de Diabetes, por exemplo, pode recorrer ao programa Saúde Não Tem Preço do Ministério Público Federal que visa ajudar aqueles que fazem tratamento pelo SUS, ou não, disponibilizando gratuitamente cinco tipos de medicamento para a doença.

Como conseguir medicamentos gratuitos do Diabetes

Ótimo não? O programa é disponibilizado em redes populares do próprio Governo Federal e farmácias privadas que são credenciadas, que podem ser identificadas facilmente, com um cartaz na frente. Confira abaixo o que é preciso para poder pegar o seu remédio de forma totalmente gratuita:

  • Comparecer ao estabelecimento credenciado portando o seu próprio CPF, receita médica válida e um documento com foto.
  • A sua receita deve ser prescrita por um médico – tanto particular quanto do SUS – com validade de 120 dias.
  • Se você for menor de idade e possuir CPF próprio, não se preocupe você pode adquirir os medicamentos sem confusão. Caso não é necessário o CPF do pai ou mãe e também apresentação de identidade civil comprovando a dependência do menor de idade, até que este tenha seu próprio CPF.
  • Caso o paciente necessitado do medicamento esteja incapacitado de comparecer ao estabelecimento, a obrigatoriedade de sua presença física é dispensada, pelos termos dos artigos 3º e 4º do Código Civil, desde que comprovada essa incapacitação.

Sendo assim, a dispensação do paciente será realizada com a apresentação dos seguintes documentos:

  1. Documentos de o paciente titular da receita médica, CPF, RG ou certidão de nascimento.
  2. Documentos do representante legal – declarado por sentença judicial; portador de instrumento público de procuração que esteja autorizado especificamente a ter aquisição de produtos de higiene pessoal para com o programa; ou portador de um instrumento particular de procuração com reconhecimento em firma, autorizando a “compra” do produto – além de seu RG e CPF.

Como funciona

  • Não é preciso se preocupar em ficar sem a sua receita. Cada vez em que comparecer ao estabelecimento, este fará uma cópia do receituário para arquivamento, sem ser necessário reter a receita do paciente.

  • Após adquirir seus medicamentos, o estabelecimento deverá providenciar duas vias do Cupom Vinculado, assim como do Cupom Fiscal. O paciente deve assinar cada uma, e ficar com uma via de cada – assim como o estabelecimento.
  • Para os pacientes comprovados analfabetos, a digital será aceita como assinatura nos Cupons Vinculados, com a farmácia providenciando uma cópia de identidade para comprovação – com o próprio paciente comparecendo ao estabelecimento credenciado.
  • Os medicamentos devem ser adquiridos de 30 em 30 dias, tendo o controle das datas nos Cupons Vinculados – onde aparecerá a data da próxima aquisição.
  • O programa possui uma relação dos medicamentos disponibilizados. A garantia de disponibilidade    é dada pelo principio ativo dos medicamentos e não a marca que o comercializa. Além disso, sua disponibilidade também dependerá do estoque do estabelecimento.
  • É preciso lembrar que o sistema do programa é interligado através da internet entre o Ministério da Saúde e o estabelecimento que está credenciado, que pode acabar sofrendo oscilações e eventualmente “cair”. Nestes casos, é necessária a procura de outro estabelecimento próximo que ofereça o mesmo serviço.
/* */