Bebidas alcoólicas e diabetes: O que pode e não pode?

Quando recebe o diagnóstico de diabetes, o paciente se vê diante de várias dúvidas. Mas uma das principais é sobre a alimentação. O que deve e o que não deve ingerir? A regra geral é evitar alimentos que reflitam negativamente na glicemia e no peso – já que o controle da doença está diretamente relacionado aos níveis de glicose no sangue e no peso ideal. Neste post, vamos falar sobre algumas Bebidas alcoólicas e diabetes. Informe-se, faça as escolhas certas e evite complicações futuras.

Bebidas que agravam a diabetes

Numa realidade em que a oferta de bebidas é cada vez mais diversificada e tentadora, o diabético também fica mais indeciso sobre o que pode ou não consumir. O segredo de tudo é a moderação. Basicamente, o paciente diabético deve evitar bebidas açucaradas e muito calóricas, como refrigerante, sucos industrializados e bebidas alcoólicas. Abaixo, explicamos o porquê de ser melhor ficar longe dessas bebidas.

Refrigerante

A tentação de tomar um copo que seja de refrigerante na hora do almoço é grande. É uma opção barata e de sabor quase inquestionável. O problema dessa bebida é a grande quantidade de açúcar e a falta de nutrientes, além de serem altamente calóricos. Ou seja, tudo que um diabético não precisa.

Pesquisas apontam que o refrigerante é uma das principais causas do aumento nas taxas de obesidade no mundo inteiro, seja em crianças ou adultos. O sobrepeso e a obesidade, por sua vez, são grandes inimigos do diabetes e podem facilitar o desenvolvimento de outros problemas.

Álcool

O possível malefício desta bebida para os diabéticos depende da quantidade e da maneira com que é consumido. Quando é ingerido, o álcool sai rapidamente do estômago para a corrente sanguínea e chega ao fígado. Entre outras funções, o fígado é responsável pelo controle dos níveis de açúcar no sangue.

Em pacientes diabéticos que ingerem grande quantidade de álcool, o fígado fica sobrecarregado para desativar a bebida e não consegue regular a quantidade de açúcar da forma devida. Por conta disso, as taxas de glicose caem, podendo gerar um quadro de hipoglicemia.

Outra questão a destacar é que as bebidas alcoólicas são, em sua maioria, muito calóricas – o que pode dificultar no controle do peso do paciente. A recomendação mais comum é que o álcool seja consumido de forma moderada e responsável para evitar essas complicações.

Além disso, algumas orientações são fundamentais, como: não beber de estômago vazio ou se os níveis de glicemia estiverem alterados (geralmente, é permitido o consumo quando a glicemia está entre 100 e 140 mg/Dl); e, quando beber, manter-se sempre hidratado com água.

Sucos de Frutas Industrializados

Sucos de frutas são sempre lembrados como uma opção saudável para lanches e acompanhamento de refeições. Mas existem duas ressalvas a serem feitas a respeito desta bebida. Primeiro, sobre os sucos industrializados, que, da mesma forma dos refrigerantes, possuem poucos nutrientes e muito açúcar. Se for o caso, a melhor escolha são os produtos com maior teor de polpa de fruta, sem adição de açúcar, conservantes e corantes.

Já os sucos naturais, são boas escolhas, pois possuem poucas gorduras e muitos nutrientes, como vitaminas e fibras. Mas é importante ressaltar que o processo para produzi-lo faz com que a fruta perca parte desses nutrientes.