9 Dicas para diabéticos evitar ferimentos

A dificuldade de cicatrização de feridas é uma das complicações recorrentes do diabetes. Isso acontece porque o excesso de açúcar na corrente sanguínea afeta a circulação e a capacidade do organismo de combater uma infecção. Assim, um ferimento simples pode evoluir para algo mais grave se não for tratada de maneira adequada. Por isso, separamos 9 Dicas para diabéticos evitar ferimentos e, dessa forma, evitar maiores complicações.

Estar com o peso em dia ajuda a evitar ferimentos (Foto: Divulgação)
Estar com o peso em dia ajuda a evitar ferimentos (Foto: Divulgação)

9 Dicas para diabéticos evitar ferimentos

Quando está fora do controle, o diabetes causa inúmeras complicações para a saúde do paciente, como problemas vasculares. Estes, por consequência, comprometem a circulação sanguínea e prejudica o processo de cicatrização. Se um ferimento, mesmo superficial, precisa receber cuidados adequados para não desenvolver uma infecção e até necessitar de amputação do membro.

Cuidado especial com os pés (Foto: Divulgação)
Cuidado especial com os pés (Foto: Divulgação)

Pé diabético

É desse processo que surge o pé diabético, que se caracteriza por infecção, ulceração e ou destruição dos tecidos profundos nos membros inferiores. Esse quadro costuma ocorrer em diabéticos há mais de 10 anos que começam a apresentar diminuição da circulação arterial, redução da sensibilidade dolorosa e térmica nos pés.

Tenha cuidado sempre com o seus pés (Foto: Divulgação)
Tenha cuidado sempre com o seus pés (Foto: Divulgação)

Controle a glicemia

As taxas descontroladas de glicemia por grande período podem casar neuropatia, que tem como sintoma o formigamento, dor, dormência, queimação ou fraqueza nos membros. Essa insensibilidade nos pés deve recobrar a atenção do paciente quanto aos cuidados com essa região, pois ela costuma ser mais suscetível a ferimentos. A prevenção é o meio mais eficaz para evitar todas essas complicações. Então, confira alguns cuidados que devem ser tomados para garantir a saúde dos pés:

Os pés sofrem mais no caso dos diabéticos (Foto: Divulgação)
Os pés sofrem mais no caso dos diabéticos (Foto: Divulgação)

Dicas para evitar ferimentos

  1. Examine seus pés diariamente para verificar se a pele está íntegra, sem cortes, bolhas, calos, frieiras, rachaduras, edemas e hematomas. Use um espelho para facilitar o exame ou, se necessário, peça a ajuda de alguém. Faça isso em local bastante iluminado e, em todas as consultas, peça para que o médico examine os seus pés.
  2. Mantenha os pés limpos, lavando-os todos os dias com água morna e sabonete de glicerina. Nunca use água quente, pois pode causar queimaduras. Para garantir que a temperatura está adequada, teste com o cotovelo e só depois coloque os pés.
  3. Após o banho, use uma toalha bem macia para secar os pés, sem esfregar. Atenção para a região entre os dedos e ao redor das unhas, que devem ficar bem enxutas.
  4. Hidrate sempre os pés com creme ou loção hidratante, mas não aplique em cortes e entre os dedos para evitar umidade. Se for usar talco, não exagere na quantidade.
  5. Use calçados confortáveis e, de preferência, fechados. Existem no mercado calçados e palmilhas especiais para diabéticos. Sempre que for calçar um sapato, certifique-se de que não há nenhum objeto cortante dentro dele.
  6. Quando for usar meias, dê preferência às sem costura e sem elástico para evitar machucados. No inverno, prefira as meias de lã; e no verão, as de algodão. Evite meias furadas e de nylon – estas dificultam a transpiração.
  7. Evite andar descalço, mesmo dentro de casa
  8. Quando for se expor ao sol, não esqueça de usar protetor solar também nos pés. Na praia, cuidado ao pisar na areia quente, pois é comum acontecerem queimaduras nessas situações.
  9. Atenção com as unhas! Lave e seque bem os pés antes de cortá-las. Utilize material individual e esterilizado. O corte deve ser quadrado e os cantos devem ser lixados para ficarem arredondados. Nunca descole a unha da base com espátula nem corte os cantos arredondados para evitar encravamento. Se a unha estiver encravada ou o pé apresentar calos, procure serviço especializado e sempre informe que é diabético.Saiba mais informações sobre: Dieta nórdica ajuda no controle do diabetes: entenda
/* */