7 passos para cuidar do diabetes

O diabetes requer cuidados especiais para garantir qualidade de vida ao paciente. Prática regular de atividades físicas, dieta alimentar equilibrada e abandono de determinados hábitos, como cigarro e bebida, fazem parte de uma série de mudanças necessárias para conviver bem com a doença. Por isso preparamos uma lista com 7 passos para cuidar do diabetes.

Manter o peso é essencial (Foto: Divulgação)
Manter o peso é essencial (Foto: Divulgação)

 

Saiba mais informações sobre: Dieta nórdica ajuda no controle do diabetes: entenda

7 passos para cuidar do diabetes

Alguns cuidados são fundamentais para manter o diabetes sob controle e evitar complicações futuras à saúde do paciente. Listamos 7 passos para cuidar do diabetes e garantir longevidade ao diabético e qualidade de vida. Confira:

1. Alimentação balanceada

Mantenha uma dieta saudável e equilibrada. No geral, não existem alimentos proibidos para diabéticos; o importante é evitar exageros. O ideal é evitar alimentos com muitos carboidratos, como açúcar refinado e massas. O excesso desse tipo de alimento pode levar ao sobrepeso, que, por sua vez, atrapalha a ação da insulina – hormônio responsável pela regulação da taca de glicose no sangue. É recomendável priorizar fibras, frutas, minerais, verduras e legumes – tudo de forma equilibrada e adequada às necessidades de cada organismo. Por isso é fundamental a ajuda de um nutricionista.

2. Exercícios físicos regulares

Praticar atividades físicas com regularidade ajuda na prevenção de diversos problemas relacionados ao diabetes. Exercitar-se estimula a produção de insulina, auxilia na perda de gordura, aumenta a sensibilidade das células à insulina e a capacidade dos músculos de reter glicose. Além disso, a atividade física ajuda a manter o controle do peso, evitando a obesidade – um dos principais inimigos do diabetes.

Aposte na cura do diabetes (Foto: Divulgação)
Aposte na cura do diabetes (Foto: Divulgação)

3. Cuide dos pés

É normal os pacientes diabéticos perderem parte da sensibilidade nos membros inferiores, por conta de uma lesão chamada neuropatia diabética. Dessa forma, feridas, cortes e calos, por exemplo, podem passar despercebidos. O problema se agrava porque o sistema imunológico do diabético funciona de forma menos eficaz e esses pequenos cortes podem evoluir para um quadro de infecção mais sério se não receberem os cuidados adequados. Portanto, é importantíssimo que o diabético cuide bem dos pés, evitando cortes e tratando pequenos cortes com bastante atenção.

Confira: 10 alimentos que ajudam a evitar a diabetes tipo 2

4. Corte o cigarro

Pesquisas apontam que diabéticos fumantes têm até cinco vezes mais chances de sofrer infarto. Isso porque as substâncias presentes no cigarro ajudam a acumular gordura nas artérias, atrapalhando a circulação do sangue. Dessa forma, o fluxo sanguíneo fica gradativamente mais lento até entupir a artéria. O fumo ainda contribui para o aumento da pressão arterial.

Coma melhor e de modo mais saudável (Foto: Divulgação)
Coma melhor e de modo mais saudável (Foto: Divulgação)

5. Cuide da visão

Pessoas com diabetes possuem 25 vezes mais chances de perder a visão do que pessoas sem a doença. A explicação é que o excesso prolongado de açúcar no sangue causa danos aos vasos sanguíneos, em um processo conhecido como retinopatia diabética. Por isso é comum os diabéticos apresentarem a visão borrada, por exemplo. Mas é fundamental não esperar apresentar esse tipo de sintoma para procurar um médico. Consulte-se regularmente com um oftalmologista para acompanhar a saúde dos olhos, prevenir ou diagnosticar qualquer problema precocemente.

6. Beba álcool com moderação

Especialistas afirmam que o álcool não é proibido para diabéticos, mas que deve ser consumido de forma moderada. Isso porque bebidas alcoólicas são calóricas, ajudam no aumento de peso e elevam o nível de glicemia. Além disso, o álcool aumenta o risco do paciente sofrer a hipoglicemia (diminuição da glicemia). Alguns nutricionistas costumam recomendar o vinho, pois os flavonoides presentes na bebida têm ação antioxidante e pode prevenir problemas cardiovasculares.

Coma menos sal (Foto: Divulgação)
Coma menos sal (Foto: Divulgação)

Veja também: Suco de soja e seu papel no combate do diabetes: entenda

7. Evite o excesso de sal

Pacientes diabéticos possuem mais chances de apresentar hipertensão (pressão arterial elevada) por conta da obesidade e da alta concentração de glicose no sangue, que prejudica a circulação. Se a hipertensão não for tratada, o paciente pode sofrer com doenças coronarianas, derrames e insuficiência cardíaca, por exemplo.

Exatamente por isso que recomenda-se evitar o sal na dieta do diabético, pois o sódio aumenta a retenção de líquido, exigindo que o coração trabalhe mais para bombear o sangue e aumentando a pressão arterial. Portanto, é fundamental evitar o acréscimo de sal na comida e ficar atento à quantidade de sódio presente nos alimentos industrializados.

 

/* */