3 modelos de testes para diabetes

Prevenir o aparecimento da diabetes é algo possível (a menos que seja uma herança genética, é claro) e conviver harmoniosamente com a doença também não é uma coisa muito difícil. Mas um dos maiores problemas quando se trata da diabetes é, justamente, o diagnostico da doença. Isso acontece pelo fato dela se manter assintomática por muito tempo.

Em alguns casos, pode levar até anos para que o primeiro sintoma apareça. Por conta disso, a preocupação quanto aos níveis de glicose no sangue é quase inexistente e são poucas as pessoas que fazem exames regulares para medi-lo. Quem escolhe fazer algum exame ou é encaminhado pelo médico para fazê-lo percebe que se trata de procedimentos simples, mas que podem denuncia a doença logo de cara para que o tratamento se inicie.

3 modelos de testes para diabetes (Foto: Divulgação)
3 modelos de testes para diabetes (Foto: Divulgação)

1. Glicemia em jejum

O exame de glicemia em jejum consegue medir o nível de açúcar no momento em que o sangue foi tirado e é um dos exames mais básicos para diagnosticar a diabetes. Os valores de referência do exame ficam entre 65 a 99mg de glicose por decilitro de sangue e resultados acima de 140mg/dL já indicam uma forte suspeita da doença, que fará com que o seu médico peça exames mais detalhados.

Aprenda a controlar o seu diabetes (Foto: Divulgação)
Aprenda a controlar o seu diabetes (Foto: Divulgação)

2. Glicemia pós prandial

O exame de glicemia pós prandial não é feito em jejum e tem como finalidade justamente o oposto: medir o nível de glicose no sangue após alguma refeição. Por isso, costuma ser feito 2 horas após o almoço. Os valores de glicose no sangue de uma pessoa que não possui diabetes costumam ficar entre 70 a 140mg por decilitro de sangue. Resultados que se divergem muito dos números citados anteriormente denunciam um problema.

Diabetes pode matar, por isso, tenha cuidado (Foto: Divulgação)
Diabetes pode matar, por isso, tenha cuidado (Foto: Divulgação)

3. Curva glicêmica

O exame da curva glicêmica é a forma mais certeira para diagnosticar o diabetes – ele é capaz de medir a tolerância do organismo ao receber uma quantidade excessiva de glicose.

Primeiro, o sangue é colhido em jejum e o nível de glicose é medido. Depois, toma-se um xarope contendo glicose e outra coleta de sangue é realizada duas horas depois. O resultado do primeiro exame deve estar abaixo de 100mg de glicose por decilitro de sangue e o do segundo, abaixo de 140mg/dL.

Aprenda a controlar sua diabetes (Foto: Divulgação)
Aprenda a controlar sua diabetes (Foto: Divulgação)

A realização de exames para diagnosticar a diabetes é de extrema importância e eles devem ser feitos ao menor sintoma da doença. Porém, é importante lembrar que a diabetes pode se manter assintomática por muito tempo, exigindo exames rotineiros.

Se os resultados do seu exame denunciaram a doença, procure um médico o quanto antes – ele será o seu principal guia para o tratamento da diabetes.

/* */